Introduzindo um novo gato


Se você já tem um gato, é importante levar em conta seu temperamento e nível de atividade antes de escolher um companheiro para ele. 


Se você não prestar atenção nesses pontos, sua casa pode se tornar uma zona de guerra. 


Mantenha as seguintes diretrizes em mente ao escolher o seu próximo membro da família. Lembre-se que elas são apenas diretrizes e que há exceções ocasionais à regra. 



**Se você tiver uma fêmea adulta que tenha sido “filha única”, o melhor é pegar uma jovem do sexo feminino. Machos, mesmo os mais amigáveis, tem o poder de assustar as fêmeas. Gatinhos do sexo masculino, ao crescerem, se tornam adolescentes indisciplinados que se dedicam a um estilo de jogo que envolve atacar e lutar (as fêmea não encaram isso como idéia de diversão). 



**Se você tem um macho jovem e ativo, ele realmente gostará de um filhote macho que compartilhe seu entusiasmo para uma brincadeira cheia de energia . 

**Um descontraído, gato macho, mais velho (castrado) pode desfrutar o papel de "mãe" para um gatinho - do sexo masculino ou feminino. Eles normalmente substituem melhor a mãe do que fêmeas castradas. Fêmeas, em geral, aceitam com mais “reservas”, os recém-chegados. 



**Os machos tendem a ter maior ligação uns com os outros desde que ambos não tenham personalidades dominantes. Um gato dominante marca bastante o território, gosta de descansar em lugares altos (para fins de vigilância) e em portas (para controlar a entrada de algumas salas), e mostra pouco ou nenhum medo. 

Seja qual for a combinação, é um processo lento, de introdução sistemática que vai ajudar a garantir que o gato residente e o recém-chegado dividam a casa amigavelmente.

Animais nunca devem ser colocados juntos, sozinhos, para "resolver as coisas". Existem diretrizes estabelecidas para seguir para uma apresentação bem sucedida.


Apresentando um novo gato 

Deve se deixar a disposição do novo gatinho, um lugar só para ele, contendo tudo que ele precisa, ração, água, uma caixa de areia, um arranhador e brinquedos. O recém-chegado deve ser mantido em seu “quarto” por pelo menos uma semana. Os gatos precisam de tempo para se familiarizar com o cheiro um do outro sem estar cara a cara.

Quando os gatos ficaram familiarizados com os cheiros um do outro, você pode começar a alimentá-los em lados opostos da porta, fechada. Isso cria uma associação positiva entre o alimento e o cheiro do outro gato. Quando os gatos começam a comer confortavelmente na porta é que você pode começar a introduzir o contato visual. 

Permitir o contato visual gradual, abrindo uma fresta na porta. Segure a porta para que os gatos possam olhar um para o outro, mas não atravessa-la. É comum que os gatos assobiem um para o outro inicialmente, mas se eles se tornarem agressivos ou extremamente hostis feche a porta e deixe-os sozinhos por algumas horas. Tentar a porta aberta novamente quando os gatos estão relaxados. 

Quando eles podem olhar um para o outro calmamente, abra mais a porta. Após os gatos conseguirem olhar um para o outro sem assobios ou tornarem-se agitados, abrir a porta e deixá-los, enquanto você assiste à distância. Se ocorrerem problemas, retorna o novo gato para seu quarto e feche a porta. Gradualmente aumentar o tempo de porta aberta até que os gatos sintam se confortáveis ​​uns com os outros. Mantenha o quarto disponível para o novo gato de modo que ele tenha um lugar seguro para se refugiar, se ele se sentir ameaçado.



Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário