Linguagem corporal

Gato têm uma linguagem própria. Os gatos não vocalizam muito, apesar de ter um vocabulário de sons. Sua comunicação principal é através da linguagem corporal.
 Na verdade, os gatos usam o som principalmente para se comunicar com os humanos, esses sons são pouco usados para a comunicação com outros animais. 
Você precisa viver com um felino para entender como a sua linguagem é sutil. Você pode aprender a língua do gato, observando as mensagens originais que eles enviam usando sons vocais, os movimentos da cauda, ​​os olhos, bigodes, pele, e até mesmo sua caminhada. . Gatos usam quase todos os músculos do seu corpo - trabalhando em conjunto para formar uma sinfonia da “língua de gato”, mensagens complexas para outros gatos e humanos.
 Para aprender a língua do gato, você deve aprender a "ouvir" as mensagens que ele enviar, uma vez que você o  faz , você e seu gato podem se comunicar com mais clareza. Quase todo mundo conhece a linguagem do miau. Não há dúvidas quanto a diferença de linguagem um meOOOW alto( exigindo) e um meeeow pequeno doce. Geralmente, nós instintivamente sabemos que eles estão dizendo recue ou me alimente. 
Um miau padrão é um sinal geral de que um gato quer a nossa atenção. Às vezes os gatos vão querer atenção com um educado 'miau' quase sem fazer qualquer som(embora ignorando isso pode levar a uma escalada rápida!). Um miau  curto é uma saudação. O bem conhecido "ronronar" geralmente significa "estou contente e feliz". Mas devemos lembrar que um gato ronrona também quando está com dor. Os gatos ronronam quando estão emotivos; se feliz ou em perigo - em alguns aspectos ronronar é também uma maneira de buscar a atenção e ajuda. 'Silvos' e 'rosnados' são usados ​​quando um gato está ameaçado e desafiado. Este é o jeito do gato para avisar aos outros que recuem - e isso não é um bom momento para abordagem, até mesmo para tranquiliza-lo. O silvo e rosnar podem não ser direcionados para você, mas o gato pode liberar a sua agressividade se você colocar a sua mão nele.

Queremos ajudá-lo a aprender a língua de gato com esta rápida visão geral das coisas que estamos dizendo:


Postura

Já que estamos falando a linguagem do corpo, vamos começar com a postura geral. Uma postura ereta com a cabeça erguida indica um gato confiante e atento. Quando o gato abaixa a cabeça e se esfrega de lado, evitando o olhar  indica falta de interesse e de não-agressão. Na presença de perigo (por exemplo, uma invasão de gato estranho no seu território), a cabeça do gato se move para baixo e as costas  ficam arqueadas, se preparando para atacar em caso de necessidade. 

Quando um gato está caçando ele vai começar pelo silêncio, deita-se com as pernas dianteiras na frente e as pernas para trás sob o corpo.
Um gato muito relaxado vai ficar de barriga pra cima com pernas abertas. Você quase nunca vê um gato nessa posição se o gato não está em casa ou em seus arredores. Esta é também uma indicação de que o gato permite que você faça carinho na sua barriga. É um sinal de confiança.


Orelhas


As orelhas de gato são muito móveis. Os gatos têm mais de 20 músculos que as controlam  e podem literalmente girá-las em 180 graus. A posição das orelhas são uma indicação muito boa de humor do gato. As orelhas para cima ligeiramente virada para a frente e os bigodes relaxados são os sinais de um gato feliz e alerta. Se você agora começar a acariciá-la os bigodes podem se mover ligeiramente para a frente, e os olhos vão fechar meia - este com um ronronar suave irá dizer-lhe que ele é um gato muito feliz.
Quando o gato está nervoso, as orelhas começam a se mover para os lados e os bigodes ficam suspensos. Se o gato começar a se sentir mais desconfortável as orelhas vão  se mover mais para trás. Um gato com raiva e medo vai colocar suas orelhas de frente para os lados ou para trás. 

 É claro que o movimento das orelhas nem sempre é uma indicação do humor gato. Afinal de contas, as orelhas são principalmente para ouvir. Então, o gato vai virar suas orelhas para onde vier o som. 

Dobradas junto à cabeça diz: Eu tenho muita raiva
Apontada diz: O que é isso, estou curioso.


Cauda

A coisa importante a lembrar é que quando o gato abana a cauda, ​​ela está com raiva, não é como algumas pessoas pensam, por prazer. Este é o oposto exato dos cães. Quando um gato tem o prazer de vê-lo, ele vai colocar a cauda para cima. A última palavra em felicidade é uma cauda ereta e tremendo. Quando o o gato se torna mais alerta a cauda vai para baixo. 
Cauda em sentido neutro poderia ser mais ou menos  ao nível das costas ou mais abaixo, mas em linha reta, o que indica uma posição neutra para uma postura um pouco agressiva. Quando o gato se torna mais agressivo sua cauda será voltado para baixo, mas com uma torção definida na base. 
Muitas vezes você pode observar esta forma quando o gato está perseguindo alguma coisa.
A cauda balançando para trás e para frente. Isso é um aviso para se afastar e quanto mais vigoroso bater a cauda, mais excitado e agressivo é o gato.
A cauda como uma "escova”- espessa - indica um gato, irritado  emocionalmente. Muitas vezes você vai vê-lo assim, após “discussão” com outro gato. Muitas vezes os pêlos das costas também estarão em pé. A mensagem é clara - Eu quero parecer muito maior do que eu.
Quando o gato encontra-se ao seu lado ou está sentado e faz  contrações musculares com a cauda rapidamente, normalmente significa "Eu estou interessado, pronto para brincar”.


Olhos:

Os olhos são um outro órgão que os gatos usam para a comunicação. Gatos com olhos completamente abertos e olhando diretamente para você quer dizer "Eu estou ouvindo". Os olhos semicerrados significa "estou com sono”.
Olhos de um gato são muito grandes, e as pupilas podem se expandir para ocupar quase toda a área do olho. Isto é útil para visão noturna, permitindo que o gato possa absorver a quantidade máxima de luz existente. Quando há muita luz, as pupilas se estreitam  formando uma fenda.  A Leitura, de modo correto dos olhos não é muito simples. Mas, em geral, um gato calmo durante o dia terá  uma fenda nos olhos. Mas assim que o gato se torna desconfortável, suas pupilas irão expandir para permitir que ele veja melhor ao seu redor.
No entanto, os olhos de um gato também irá expandir quando ela está animado, assim, por exemplo, a emoção de ver seus donos após a sua ausência resultará em olhos dilatados.
A coisa importante a lembrar sobre o tema dos olhos é que para os gatos o contato olho no olho é considerado agressivo. Alguma vez você já se perguntou por que, quando há um grupo de pessoas e o gato está presente, ele vai escolher para sentar no colo a única pessoa que não gosta de gatos? A resposta é muito simples. A maioria das pessoas quando vê um gato, olha para ele, e tenta acariciá-lo para mostrar o quanto ele é apreciado. Mas o efeito sobre o gato é o oposto: o gato pensa 'por que esta pessoa está tão agressiva em relação a mim?' e depois escolhe a companhia de uma pessoa que não oferece nenhuma ameaça.

A outra coisa interessante é a comunicação do gato através de piscar. Tente fazer uma experiência. Sentar ao lado de seu gato quando ela está totalmente relaxado, e então lentamente fechar e abrir os olhos. Assista o gato fazendo o mesmo. O que você tem tanto de dizer é 'Oi, eu gosto de você'.

Pupilas dilatadas diz: eu tenho medo
Olhar direto, grandes olhos abertos e pupilas estreitas dizer: se afaste ou eu vou atacar 
Piscar os olhos lentamente diz: eu estou falando com você porque eu gosto de você.


Cabeça

Um gato com sua cabeça para cima é um gato confiante. À vista do perigo a cabeça vai para baixo. Quando o gato quer mostrar uma falta de interesse ou dizer: 'Eu não sou agressivo "ele vai virar a cabeça para os lados. Mas há outras maneiras importantes que o gato se comunica com você.
Quando seu gato levantar a cabeça e expoe a área do pescoço,  está pedindo que seja acariciado. Esta é uma das áreas do corpo do gato, onde feromônios estão presentes. Acariciando um gato debaixo do queixo faz com que alguns dos ferormônios se transfiram para suas mãos. Os feromônios também estão presentes nas bochechas, e novamente, esfregando-se contra o gato, ele transfere seus ferormônios para você. Este é um gesto carinhoso para indicar que você é seu amigo. O mesmo se aplica quando o gato levanta a traseira ao ser acariciado. Este é outro gesto de que significa "Eu quero ser seu amigo". O que o gato espera  que façamos  é sentir seu cheiro, o princípio é o mesmo - existem ferormônios nas glândulas anais gato. Claro, nossa espécie não aceitaria esta oferta amigável, mas a partir do ponto do gato de vista, estamos apenas sendo retraídos.
Cabeçadas é outra forma de mostrar amizade. Observando gatos que moram na mesma casa e que são amigos, verá que muitas vezes eles vão tocar o nariz ou suavemente dar cabeçadas. Quando o gato se sente amigável com você ele vai tentar fazer o mesmo (por exemplo, quando você está colocando comida em sua tigela!).

Patas


Gatos que estão relaxados sempre retraem suas garras, quando se preparam para uma luta tendem a estendê-las. 
Quando um gato se sente feliz, muitas vezes começam  a amassar pãozinho com as patas. Este é um comportamento muito comum em filhotes.Quando o filhote se alimenta no peito de sua mãe ela vai amassar para estimular o fluxo de leite. Então, amassando sempre está associada com prazer. Gatos felizes podem começar a amassar sua barriga (às vezes esquecendo-se que, ao contrário dos gatinhos infantil, gatos maduros têm bem desenvolvidas garras!) Ou vão para seu cobertor favorito e amassam.
Alguns gatos muito afetuosos vão colocar as patas em torno de você e, literalmente, abraçar seu pescoço - como acontece com os seres humanos este é apenas "um grande abraço".


Bigodes:

Bigodes para a frente diz: eu sou muito curioso e interessado. 
Bigodes para trás  diz:  estou muito ansioso, e não tenho certeza o que vou fazer em seguida


Língua:

Lambendo sem parar diz: eu tenho vergonha ( Por exemplo, quando caem das costas do sofá e você ri deles, começam a lamber a pata, muitas vezes,  pode ser a resposta dos gatos) 

Lambidinhas intensas em um ser humano diz: Eu te amo, você é toda minha e eu estou tão feliz.

Lábios:


Lábios puxados para trás diz: eu muito tenso; ficando com raiva e pode atacar. 
Lábios ligeiramente abertos, relaxados, olhos meio abertos diz: eu estou em êxtase.


Órgão de Jacobson:

Como outros mamíferos e a maioria dos anfíbios, os gatos possuem órgão vomeronasal, ou de Jacobson. Ele auxilia na percepção de odores e feromônios. Como o órgão fica no céu da boca, o gato contrai nariz e lábios para aspirar com mais intensidade.

Segundo Alexandre Rossi, zootecnista, especialista em comportamento animal e autor de livros com dicas de comportamento e adestramento, é importante lembrar que gatos são bichos de comportamento peculiar. "Há pessoas que levam um gato pra casa e esperam que ele se comporte como um cachorro, que não suba nos lugares e que obedeça a todas as ordens", afirma. No livro "Os Segredos dos Gatos" (lançado em 2008, pela Editora Globo), Rossi decifra algumas características específicas dos felinos. "O gato não obedece a uma ordem simplesmente por obedecer. Ele precisa confiar na pessoa e ter uma recompensa pela obediência. Enquanto os cães possuem predisposição natural para receber ordens, já que evoluíram de bandos em que a hierarquia era fundamental, gatos sempre foram caçadores solitários, nunca dependeram do grupo para sobreviver." Rossi também reforça a importância da educação do animal sem violência. "Cachorros são capazes de tolerar a agressão enquanto são adestrados e ainda assim continuam amando seus donos. Gatos, não."


Para Nicholas Dodman, especialista em comportamento animal e autor do livro "The Cat Who Cried for Help" ("O Gato que Gritou por Socorro", ainda sem tradução para o português), apesar de todo o histórico de convívio, nenhuma raça foi totalmente domesticada. "A razão pela qual os gatos nos toleram é que eles são criados por humanos desde pequenos. O período crítico de socialização é entre duas e sete semanas, fase na qual são moldados por nós. Gatos que viveram esse período sem contato com humanos nunca se sentirão confortáveis na presença de pessoas."

A paciência com os hábitos felinos podem trazer recompensas para o dono. A primeira delas seria para a saúde. Segundo Dodman, os gatos ajudam a aliviar alterações negativas de humor em um nível equiparado apenas à companhia humana. Também auxiliam a diminuir a pressão arterial e o colesterol.



http://letra-livre.blogspot.com/2008/06/um-novo-olhar-sobre-o-gato.html